quinta-feira, 21 de fevereiro de 2013

Você conhece a diferença entre Precisão e Exatidão?


Dando continuidade aos nossos artigos técnicos voltados para o assunto “Metrologia”, nesta edição apresentamos a diferença entre os termos PRECISÃO e EXATIDÃO, os quais são importantes conhecer no momento de uma compra de um dado instrumento de medição.

Em metrologia os termos “exatidão” e “precisão” são considerados como características do processo de medição. A exatidão está associada à proximidade do valor verdadeiro e a precisão está associada à dispersão dos valores resultantes de uma série de medidas.


Precisão significa a aptidão de um instrumento de medição fornecer indicações muito próximas, quando se mede o mesmo mensurando, sob as mesmas condições. Define o quanto um instrumento é capaz de reproduzir um valor obtido numa medição, mesmo que ele não esteja correto.
A precisão é definida pelo desvio padrão de uma série de medidas de uma mesma amostra ou um mesmo ponto. Quanto maior o desvio padrão, menor é a precisão.
A precisão está relacionada com as incertezas aleatórias da medição e tem relação com a qualidade do instrumento.

Exatidão é a aptidão de um instrumento para dar respostas próximas ao valor verdadeiro do mensurando. É a capacidade que o instrumento de medição tem de fornecer um resultado correto. Um equipamento exato é aquele que, após uma série de medições, nos fornece um valor médio que é próximo ao real, mesmo que o desvio padrão seja elevado, ou seja, apresente baixa precisão.
A exatidão está relacionada às incertezas sistemáticas da medição. A exatidão pode ser avaliada através da calibração do instrumento.

Então, um equipamento preciso e inexato é capaz de fornecer resultados reprodutivos, mas incorretos, e um equipamento exato e impreciso, é capaz de fornecer resultados corretos, mas com uma grande variação entre as medidas. Isto significa que, neste caso, seria necessário um grande número de medições para se ter um resultado médio confiável e, estatisticamente, válido.

Os termos PRECISÃO e EXATIDÃO possuem significados diferentes

Observemos o exemplo abaixo:


a - Grande dispersão de resultados. Erros fortuitos elevados. Existência de erros sistemáticos: resultado não preciso e não exato.

b - Baixa dispersão de resultados. Erros fortuitos pequenos. Existência de erros sistemáticos: resultado preciso, mas não exato.

c - Grande dispersão de resultados. Erros fortuitos elevados. Não existência de erros sistemáticos: resultado não preciso, mas exato.

d - Baixa dispersão de resultados. Erros fortuitos pequenos. Não existência de erros sistemáticos: resultado preciso e exato.

Obs. A incerteza de medição dos alvos “a” e “c” é maior do que “b” e “d”. A Incerteza das medidas é representada pela dispersão dos valores. (incerteza --> dispersão)

Exemplo - Calibração de dois Paquímetros (unidade em mm):




Com os dados acima, é possível concluir que o equipamento A é mais preciso do que o equipamento B, pois obteve menos variações entre as três medições realizadas no mesmo ponto. Em contra partida, ele é menos exato, pois a média dos valores obteve um maior desvio em relação ao valor de referência.

Obs1. Nos dias de hoje, o termo “Precisão” foi substituído pelo termo “Repetitividade”.

Obs2. Não devemos confundir o termo “Resolução” com os termos “Precisão” (Repetitividade) e “Exatidão”.


Nenhum comentário:

Postar um comentário